13.10.09

Apenas um dia ruim...


Hoje o dia foi complicado! Acordei as quatro da manhã com uma terrível dor de cabeça, levantei para tomar um remédio, e adivinhem? Bati a cabeça na cabeceira da cama, e de quebra não achei os chinelos. Fui até a cozinha, enchi um copo com água, tomei o bendito remédio e pisei em um caco de vidro. Ignorei o sangue que pingava e deitei na cama para tentar tirar pelo menos uma soneca antes de amanhecer.
Tocou o despertador, não tinha dormido nada, e ainda fiquei um tempão para disfarçar as terríveis olheiras decorrentes da noite mal dormida. Lembrei que tinha uma apresentação importantíssima, a qual definiria uma grande promoção a alguém do meu setor. Pelo menos nessa parte acredito ter me dado bem.
Saí para o almoço, morrendo de fome, pensando na lasanha da minha mãe. Porém, tive que me contentar com um hamburguer no Fast Lanches. Sendo que para não fugir da rotina de um dia que começou com o pé esquerdo, derrubei molho na minha camisa branca novinha que, diga-se de passagem, foi uma extravagância. Voltei à empresa para terminar um relatório que comecei há meses, mas para minha felicidade, o computador resolveu parar de funcionar e provavelmente terei que começar tudo de novo! Um tempo depois, saí para pagar algumas contas do apartamento e na volta já passei para pegar o André na escola - é, ser mãe solteira não é fácil!
Durante o caminho, ele me contou que o amigo cortou o queixo na hora do intervalo porque estava correndo demais, que a professora elogiou seu trabalho de história e que ele achou estranho quando uma menina da sua sala, Luana, deu-lhe um beijinho na bochecha. Filhos são coisinhas fofas, mas de vez enquando confesso que dá uma vontade de apertar um botão para desligar.
Cheguei em casa exausta, e ainda tive que arrumar alguma coisa para o pequeno comer. Sentei para assistir alguma série interessante, mas logo aquele cabelinho preto e liso foi se apossando do meu colo, senti que o controle da TV havia sido roubado das minhas mãos cansadas para colocar em um desenho. Decidi assistir com ele, pois não conseguia mover um músculo.
Apesar do meu estado perturbador e deprimente, consegui prestar atenção em alguma coisa, e meu Deus, como tem lixo na televisão! Programação infantil na minha época tinha mais conteúdo, já que no final do desenho sempre conseguíamos tirar uma lição. Hoje, se as crianças não ficarem agressivas depois de meia hora em frente ao televisor já será uma grande coisa.
Finalmente meu garotinho dormiu, estava quase acompanhando-o quando ouço uma propaganda da Zorra Total para o dia seguinte. Credo! Só de escutar aquilo já perdi algumas ligações de neurônios. É uma pena que não aproveitem o talento tão grande de alguns dos humoristas que aparecem no programa. É triste saber que meu filho crescerá em meio a tanta porcaria.
No entanto, não era dia para muitas reflexões. Coloquei meu garotinho na cama, dei um beijinho de boa noite e pensei que finalmente teria uma ótima noite de sono. Duas horas depois, André chega berrando no quarto por causa de um pesadelo e insiste em ouvir uma história - eu mereço!
Tive que ler Peter Pan duas vezes e ainda explicar para ele que a Terra do Nunca, infelizmente, não existe. - não quero que ele cresça pensando que a vida é uma fantasia, de vez enquando até que vai, mas ele precisa se acostumar com a realidade. Contudo, meu garotinho quase me convenceu do contrário. - como aprendemos com as crianças!
E quer saber, no final das contas, valeu a pena não dormir quase nada. Mesmo sabendo que terei que enfrentar outro dia como o anterior quando acordar.







- Era para ser um texto sobre a insistência da TV aberta em colocar programas do tipo lixo cultural. Porém, deu pra notar que não foi bem isso que saiu. Mesmo assim, obrigada a Gabi pela indicação do tema :D

19 comentários:

  1. Isso me lembra o meu final de semana, estava na casa dos meus tios, assistindo TV com a Ana (minha prima de 4 anos) e um amigo, o Edu, em um dos momentos que a Ana deu um pouco de paz e deixou tirar do CiniGibi, comecei a passar os canais, um canal SÓ pra Hanna Barbera, outro SÓ pra Castelo Rá-Tim-Bum, resolvi dar um pouco de ibope ao Nino, que na minha tenra infância fora um grande amigo...
    Acho que foram uns dois minutos prestando atenção no Nino, quando a Ana percebeu, me fez logo mudar de canal, achava aquele "desenho" muito chato, queria mesmo assistir Discovery Kids! ¬¬
    E quanto ao Zorra Total, a Globo me revolta, pô, Fernando Caruso, Fábio Porchat, Leandro Hasun, etc, etc, etc, são ÓTIMOS humoristas, e ficam fazendo papel de retardados com aqueles roteiros toscos!
    -
    Adorei o texto, amiga! *----*

    ResponderEliminar
  2. O post ficou mega original. Q diazinho heim?! benza deus! uma coisa atras da outra, mas no fim tudo sempre vale a pena.

    é vc na fto?! q coisa mais linda o mulekinho *-*

    ResponderEliminar
  3. Ah, mas é muito bom deixar o texto nos levar, né? Os textos do meu diário, na grande maioria, fugiram totalmente do tema. Mas isso que é legal.
    Gostei muito do texto, achei a coisa mais fofa o André. É lindo quando os filhos ensinam algo aos pais, né?
    E sobre a TV, bem, a aberta é um grande lixo. Não tenho mais tv a cabo, por isso tenho muito tempo pra analisar essas porcarias que passam. De todos os programas que conheço, só salva o CQC, o Programa do Jô (adoro aquele gordinho, hehe), o Altas Horas e o Profissão Repórter. De resto, tudo descartável. O Pânico na Tv é algo revoltante de tão sujo, não passa nada de bom. O Zorra Total é realmente uma piada. A novela das oito é revoltante de tão mentirosa.
    Ai, é tudo horrível.
    Bem, obrigada pelo selo e pelo carinho.
    :*

    ResponderEliminar
  4. Mari Grilli16.10.09

    Adorei o comentário contra o programa Zorra Total e realmente acho que é uma tristeza a televisão ter uma programação tão medíocre, principalmente em relação aos programas infantis!
    Bons tempos de Castelo Rá-Tim-Bum...
    (;

    ResponderEliminar
  5. Amei o texto! TV aberta é o fim. Sério, não passa nada que preste. AFF Só se salvam alguns poucos.
    Que dia terrível...
    Bjooss

    ResponderEliminar
  6. gostei do post (:

    http://velhocuringa.blogspot.com
    obs: comece a ler do primeiro post.

    ResponderEliminar
  7. Nossa, essa rotina me deu certa aflição... MEDO! O texto era pra se sobre lixo na TV, mas acabou sendo sobre a jornada dupla das mulheres, que também é uma realidade.

    Concordo sobre os desenhos infantis e sobre a Zorra Total. A TV aberta é algo tão inútil, mentiroso e pouco atraente (para mim), que não consigo entender como essas emissoras de m... ainda não foram à falência. Só o povo brasileiro mesmo pra aturar uma coisa dessas.

    ResponderEliminar
  8. Meu, um dos textos mais criativos que eu já li pelos blog's da vida. Adorei mesmo :)

    ResponderEliminar
  9. Não era pra ser mas foi e ficou muito massa viu, adorei o texto! Voltarei aqui mais vezes.;)

    ResponderEliminar
  10. sério, acho que nada me lembra vc mais do que textos, de verdade *-*
    incrivel, juro! (:

    ResponderEliminar
  11. é... nisso uma ótima lição para vcs mulheres, NÃO sejam mães solteiras :P
    ah, sei lá, a vida da personagem parece muito indesejavel... geralmente gosto de textos mais felizes, mas nesse caso o realismo come solto.

    repito novamente, nao sejam mães solteiras
    heaheaheaheaheah
    quanto ao Zorra Total, a globo subestima nossa inteligencia com aquilo... e por isso perde meu ibope o/

    texto bem interessante Naty, continue escrevendo !

    ResponderEliminar
  12. Oiew.
    Vi seu comentário no Doce Histeria e resolvi dar um clique no seu bloguito.
    Que belo texto, hein?
    As vezes a gente acorda com dois pés esquerdos mesmo, né? rs
    e quanto ao zorra, aqulo lá já prestou. Mas parece que as emissoras insistem em deixar no ar uma coisa que não serve pra nada, só pra empurrar o super cine pra mais tarde. kkk

    Beijão, viu? ♥

    ResponderEliminar
  13. Eu também acho que a felicidade é feita de momentos. E acho também que desperdiçamos esses momentos felizes correndo atrás de uma felicidade plena inexistente, de novela. obrigada pela visita.
    vai lá no blog que tem selinhos pra você :*

    ResponderEliminar
  14. oi coisinha linda! eu sai de todos os blogs q eu tava seguindo, pra ir limpando sabe? tinha mtos q eu nem visitava. Tava fazendo isso minutos ants de vc mandar o coments. Agora to entrando nos q vale a pena, e o seu é um deles. To te volta. Claro q nao ia sair daqui ne?

    ResponderEliminar
  15. É verdade a programação infantil da tv aberta é um lixo,antes os personagens eram mais inocentes e sempre tinha um sábio na história,hoje quanto mais personagens estúpidos mais faz a criançada dar gargalhada,acredito que os desenhos de hoje retratam o cotidiano e não tem nada de grandioso pra ensinar,nada que nos marque.
    Eu assistia muito snoopy e adorava o modo como ele conseguia me ensinar grandes valores de formas tão simples.
    beeijos,dia cão esse ai hein?
    adorei o blog.

    ResponderEliminar
  16. apesar de voce ter fugido do tema que você queria... o post ficou muito bom. :) rs.

    obs.: comece a ler nosso blog do primeiro post.

    ResponderEliminar
  17. Uma bela crônica, continue sempre escrevendo.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo